METÓDOLOGIA PARA CRIAÇÃO DE BIBLIOTECAS EM ESTABELECIMENTOS PRISIONAIS DE LUANDA COMO MEIO DE REINTEGRAÇÃO SOCIAL/METODOLOGÍA DE CREACIÓN DE BIBLIOTECAS EN LOS ESTABLECIMIENTOS PRISIONALES DE LUANDA COMO MEDIO DE REINTEGRACIÓN SOCIAL/LIBRARY CREATION METH

  • Julieta Alice Muquendengue Valentim Instituto Superior de Relações Internacionais de Luanda-Angola https://orcid.org/0000-0001-6574-8931
  • Kenialiss Solenzal-Hernández Universidad de Sancti Spíritus “José Martí Pérez”
  • Arelys Guerrero-Cabrera Universidad de Sancti Spíritus “José Martí Pérez”

Resumen

A biblioteca é muito importante na vida de um individuo, pois contribui muito na construção da sua vida cultural e intelectual. Falar de bibliotecas em prisões, em Angola ainda constitui um pequeno preconceito, devido ao julgamento que se tem do lugar/prisão. O objectivo é de desenhar uma metodologia para criação de bibliotecas em prisões. Trata-se de um estudo misto do tipo qualitativo e quantitativo, com métodos exploratório e descritivo, e pesquisa de campo. Realizada a partir da aplicação de questionário e através da técnica de observação participativa. Trazem conceitos acerca de bibliotecas, sua importância, sobre bibliotecas em prisões e a condição do preso. À priori o estudo questionou a falta de bibliotecas em prisões. Avançou-se como problemática, como resolver as ausências de bibliotecas nos estabelecimentos prisionais de Angola. Conclui traçando considerações acerca da ausência de bibliotecas em estabelecimentos prisionais e traçando um desenho metodologico para criação de uma biblioteca na Cadeia Central de Luanda, realça a importância social que reside na possibilidade que o conhecimento produzido atráves desta pesquisa seja disponibilizado aos cidadãos em geral, e poderá servir de base para futuras pesquisas, contribuindo para o bem da ciência.

Biografía del autor/a

Julieta Alice Muquendengue Valentim, Instituto Superior de Relações Internacionais de Luanda-Angola
Licenciada en Ciencias de la Información del Instituto de Ciencias de Comunicación de Luanda-Angola. Coordenadora da biblioteca do Instituto superior de Relações Internacionais
Publicado
2019-11-15